Categorias
Marketing Digital Vendas

Diferenças entre Personas e Público-Alvo

Para atingir potenciais clientes da maneira mais eficiente possível, é necessário, primeiramente, compreender quem são esses clientes, traçando um perfil adequado para direcionar as melhores estratégias de marketing, a fim de alcançá-los. Nesse contexto, surgem dois conceitos comuns: o de público-alvo e o de persona, que, por mais semelhantes que pareçam, tratam de aspectos diferentes das estratégias de venda. Confira, abaixo, o que são, para que são usadas, e as diferenças entre personas e público-alvo.

Público-alvo

O público-alvo consiste numa fatia social para a qual seus produtos ou serviços podem ser interessantes. É um recorte demográfico, comportamental e socioeconômico de quem vai consumi-lo, baseado em informações como idade, hábitos de consumo, profissão, gênero, dentre outros.

Definir o público-alvo é o primeiro passo ideal para compreender melhor o que priorizar nas ações de marketing e marketing digital para pequenas empresas, e pode ser alcançado por meio de análise de dados sobre seu setor ou por pesquisa entre seus clientes já existentes.

Um dos benefícios do público-alvo está justamente em sua generalização: defini-lo requer menos pesquisa do que no processo de traçar perfis mais completos, o que o torna uma boa opção para estudos de mercado e fases de produção, que requerem dados menos específicos e mais fáceis de serem obtidos.

Apesar de ser uma análise importante, o uso exclusivo do público-alvo é cada vez menos comum. Muitas vezes é necessária uma análise mais particular dos clientes a serem atingidos, considerando aspectos individuais e traçando um perfil menos panorâmico e massivo do que o público-alvo.

Assim, para que as inúmeras segmentações do marketing digital sejam devidamente aplicadas em seu negócio, é possível utilizar a ideia de persona.

Personas

Buscando suprir a possível falta de detalhes do público-alvo, a persona ou buyer persona traça uma conexão mais direta entre a equipe de marketing e o cliente, possibilitando um conhecimento exato e mais subjetivo do perfil a ser atingido por sua proposta de vendas.

Na persona, é possível encontrar informações poderosas como hobbies, valores, dúvidas, sonhos e desejos, dificuldades cotidianas, principais mídias consumidas, dentre outros pontos mais minuciosos do comportamento do consumidor, o qual recebe até mesmo um nome fictício para possibilitar uma melhor identificação.

O uso da persona aperfeiçoa o de público-alvo e pode ser presente nas mais variadas fases de venda, diferenciando suas etapas e aumentando sua competitividade no mercado.

Contudo, é essencial embasar esse perfil em dados concretos e estudos de qualidade sobre o comportamento dos clientes, a fim de que seu uso seja realmente eficiente e certeiro na hora de potencializar seu negócio.

Diferenças entre personas e público-alvo

Por fim, as diferenças entre personas e público-alvo são pontos válidos a serem considerados para proporcionar confiança em suas estratégias de marketing e comunicação: tudo depende do objetivo que deseja-se atingir e da interpretação que melhor direciona suas ações de venda na busca pelo consumidor ideal.

As informações devem ser usadas sempre, desde o que colocar na bio do instagram até campanhas de marketing mais elaboradas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *